31 julho 2009

Lombinho de porco com mostarda e ervas... e muito, muito calor

Andava eu a queixar-me deste verão agreste e agora o calor chegou em força. Ontem às 16h30 da tarde a temperatura exterior andava perto dos 39º.. O AC do escritório, que tem duas paredes voltadas para o sol o dia inteiro, está avariado. As ventoinhas, pobres, bem se esforçam mas não conseguem dissipar o bafo quente que está lá dentro. Os computadores começaram a querer descansar a meio da tarde. Desligam-se, pura e simplesmente. A água aquece nas garrafas em cima da secretária, o batom do cieiro derrete e as plantas começam a perder força nesta luta infernal todos os dias. E os ponteiros do relógio tardam em avançar.. A hora de saída parece, a cada dia, chegar mais tarde... E as férias então.....

Bom fim-de-semana!

Lombinho de porco com mostarda e ervas

Ingredientes: 2 lombinhos de porco, 3 colheres de sopa de mostarda, 6 dentes de alho picados, 3 folhas de louro, 2 colheres de sopa de alecrim, 2 colheres de sopa de salva, sal grosso q.b., malaguetas a gosto (não usei), azeite q.b., vinho branco q.b.
 
(T): Tempere os lombinhos com sal, mostarda e os dentes de alho picados. Esfregue bem. Polvilhe com as ervas, regue com um pouco de azeite e vinho branco. Deixe marinar de um dia para o outro, se possível.
 
Aqueça o forno a 200º e leve a carne a assar num tabuleiro, regando com vinho branco da primeira vez e em seguida com água, raspando o fundo do tabuleiro. Assim a carne não secará e obterá um delicioso molho. Deixe assar por cerca de 30 a 40 minutos com o forno a 180º. Sirva fatiado com o molho à parte.
 
Notas:
- Receita retirada da blue Cooking de Abril 2009

28 julho 2009

O Rei da festa

A festinha este ano foi após o jantar. Umas caipirinhas e uns docinhos juntaram-se à companhia de amigos e familiares próximos. A noite pediu conversa e gargalhadas, e no fim o Rei reuniu todos em sua volta. Encantou e aprimorou o dia dos "inta e um". Para o ano há mais!

A receita veio daqui e foi um sucesso! Obrigada Anita!


Bolo mousse de leite condensado
Ingredientes do bolo: 5 ovos, 180gr de açúcar (coloquei 150gr), 120ml de óleo, 45gr de chocolate em pó, 120ml de água quente, 200gr de farinha de trigo, 1 colher de sopa de fermento para bolos
Ingredientes da mousse: 1 lata de creme de leite (usei 300ml de natas), 1 lata de leite condensado cozido, 1 envelope de gelatina previamente hidratada em 5 colheres de sopa de água (usei 5 folhas de gelatina), 3 claras, 3 colheres de sopa açúcar
Ingredientes da cobertura: 120gr de chocolate meio amargo, 2 colheres de sopa de manteiga derretida, 1 e 1/2 colher de sopa de cacau em pó, 1 colher de sopa de rum, 1 colher de sopa de glucose (não usei), 2/3 chávena de leite, 1 colher de cacau em pó
****
(T): Bata as 5 gemas com o açúcar até obter creme claro. Junte o óleo e bata mais, verta o chocolate em pó previamente dissolvido na água quente, batendo sempre.
Acrescente a farinha de trigo, aos poucos. Junte as claras em neve com o fermento. Coloque em forma untada de 26 cm de diâmetro e asse por aproximadamente 30 minutos a 180ºC. Deixe arrefecer bem (senão encolhe os discos) e corte em 3 camadas.

Entretanto prepare o recheio. Bata o creme de leite sem soro (ou as natas) com a lata de leite condensado cozida. Junte a gelatina (previamente hidratada). Misture bem. Agregue um merengue feito com as 3 claras e 3 colheres de sopa de açúcar.

Para a cobretura derreta o chocolate com a manteiga. Junte o cacau previamente dissolvido no rum escuro e a glucose (não usei). Misture bem. Não gele. Se endurecer ao usar, aqueça rapidamente em banho-maria.

Montagem:
Monte numa forma de aro menor (20 cm), forrada com acetato (usei um aro de silicone). Recorte cada um dos discos para que caiba no aro da montagem. Molhe os discos com a calda de leite misturada ao cacau em pó, espalhe metade da mousse, outra camada de bolo, mais calda, mousse e bolo. Leve ao frio (frigorifico) até firmar. Passe a cobertura com uma espátula sobre o bolo gelado. Desenforme e decore a gosto.

Notas:
- Fiz o bolo na noite anterior e deixei-o no frio até à hora de servir. Aconselho a fazerem assim para a mousse ficar bem firme;
- Coloquei a cobertura meia hora antes;
- O bolo fica muito fôfo e húmido (devido à calda);
- A combinaão de sabores fica perfeita.

23 julho 2009

no ice cream for me?!..

Desta é que foi! Andei a namorar sorveteiras um tempão mas a minha resistência às máquinas condenou-me a gelados de compra até agora. A dita foi um achado. Custou menos de 20€. É pequenina e simpática. Mas cansou-se a meio da primeira tarefa de bater um gelado (o motor aqueceu demais..) e parou.. Desesperei e pensei logo: "Para a próxima junta mais 20 e compra uma a sério!" Olhei para a caixa, para o talão e pensei de imediato em devolvê-la. Mas já estava demasiado embriagada pelo cheiro do gelado.. Agarrei-me ao livro de instruções e, com algum descanso, li que em caso de sobre-aquecimento do motor ele desligar-se-ía por segurança. "Ufa!!", pensei. Mas estava com o gelado a meio, com aspecto de mousse. "Aiiii! E agora?" Lembrei-me da técnica utilizada por quem não tem sorveteira.. Coloquei-o no congelador (sem que antes tivesse sido atacado pelo marido) e deixei a dita arrefecer para voltar à carga. 10 minutos depois estava pronta e salta o gelado para dentro da máquina. Por pouco não consigo deter o marido que estava de colher em punho encostado à bancada, de olhar fixo na máquina e a rogar pragas valentes para que ela parasse de vez e ele pudesse acabar com o martirio.

Foi, sem dúvida, dos melhores gelados que comi até hoje! E confesso que até me supreendi com o resultado dos 19,99€. Esta pequena maravilha foi a minha primeira aventura com gelados e deixou-me fã! E garanto que se ela se cansar de vez um destes dias, compro uma à séria! eheeh

gasparzinha, agora sim há ice cream for me! ; ) Obrigada!



Gelado de canela e crocante de aveia

Ingredientes:
 
Gelado: 300ml leite gordo, 400ml natas, 130g açúcar, pitada de sal, 4 paus de canela + 2 colheres chá canela em pó, 4 gemas de ovo

Crocante:75g de flocos de aveia100g de açúcarPitada de sal

(B): No copo da Bimby, coloque o leite, as natas, o açúcar, o sal, os paus de canela e a canela em pó: 10 min, temp 90º, vel c.inversa. Bata as gemas à parte e adicione-lhes um pouco da mistura quente, parra que não talhem. Deite-as pelo bocal com a velocidade inversa ligada e programe 6 min, temp 80º, vel c. inversa. Transfira para uma taça ou jarro com tampa e leve ao frigorífico.


(T): Aqueça o leite, as natas, o açúcar, o sal, os paus de canela e a canela em pó. Quando estiver bem quente, desligue o lume e deixe que arrefeça até à temperatura ambiente. Volte a aquecer a mistura acima e retire os paus de canela. Bata as gemas à parte e adicione-lhes um pouco da mistura quente, parra que não talhem. Mexendo constantemente, adicione-as ao leite, e em lume médio, continua a mexer até que engrosse.Transfira para uma taça ou jarro com tampa e leve ao frigorífico.

Entretanto, prepare o crocante de aveia: espalhe os flocos de aveia num tabuleiro forrado com papel vegetal e leve ao forno pré-aquecido a 180º por 10 min, até que fiquem dourados. Numa frigideira larga, coloque o açúcar e leve a lume brando, vigiando sempre. Quando começar a ficar líquido e a escurecer, mexa cuidadosamente para que o calor se espalhe e derreta todos os cristais de açúcar. Quando o açúcar estiver completamente derretido e dourado e começar a cheirar a caramelo, apague o lume e junte imediatamente a aveia. Mexa com cuidado, mas depressa, envolvendo as sementes no caramelo.Volte a colocar esta mistura no tabuleiro forrado com o papel vegetal e tente espalhar o melhor possível.Adicione a pitada de sal e deixe que arrefeça completamente. Quando estiver bem firme, parta o crocante em pedacinhos ou recorrendo a um processador (na bimby usei a vel 4-5) ou colocando-o num saco plástico para lhe dar umas marteladas.



Leve o gelado à máquina de gelados, ou, em alternativa, coloque no congelador e vá batendo com a batedeira várias vezes durante a solidificação. Quantas mais vezes for batido, mais cremoso ficará. Quando estiver pronto, envolva o crocante de aveia e coloque no congelador.



Notas:- O crocante de aveia pode ser conservado durante uma semana, se for bem acondicionado no frigorífico.
- Se preferir, pode fazer apenas o gelado simples e, eventualmente, servir o crocante como topping (cá em casa, especialmente o marido preferiu sem o crocante);
- Receita do blog no soup for you, adaptada pela gasparzinha do livro “The Perfect Scoop”, do David Lebovitz.


P.S. - Obrigada a todos pelo carinho nas mensagens de feliz aniversário deixadas!

20 julho 2009

Bolo de tomate seco e manjericão

Não sei se pelos vossos recantos está a acontecer o mesmo mas aqui a sul este mês de Julho está a ser bastante atípico. Tem-me feito lembrar os últimos meses de Agosto, ventosos e frios à noite. Julho tem estado assim. Se houve cinco dias de grande calor foi muito. Ao menos as noites têm sido uma maravilha para dormir, com aquele ventinho fresco a entrar pela janela e a pedir para puxar o lençol de madrugada.

Hoje está nublado, cinzento e abafado como tudo. A ameaçar chuva até..

Também não sei porque ando eu a estranhar a atipicidade do tempo quando neste país vivemos ao contrário do mundo. A ultrapassar os limites do ridiculo e do aceitável, diria eu. Mas enfim, conservemos a nossa integridade fisica e mental e saibamos (con)viver neste pais onde até os ministros fazem muuuuu..

Boa semana pra todos!

Bolo de tomate seco e manjericão

Ingredientes: 200gr de farinha, 3 ovos, 125 de mussarella de bufala (100gr de queijo ralado na receita original), 70ml de azeite (100ml na receita original), 130ml de leite (100ml na receita original), 90gr de tomate seco bem escorrido (150gr na receita original), 50gr azeitonas pretas sem caroço (alcaparras na receita original), 1 chávena de café de manjericão picado, 1 colher de chá de fermento em pó, sal e pimenta preta q.b.

(T): Pré-aqueça o forno a 180º. Numa taça misture com a ajuda de um batedor de varas os ovos, o leite e o azeite. Tempere com sal e pimenta. Junte a farinha e o fermento e misture delicadamente. Adicione de seguida o quejo triturado, o tomate seco cortado em tiras, o manjericão e as azeitonas laminadas.
Deite a mistura numa forma de bolo inglês, untada com azeite e polvilhada com farinha. Leve ao forno por 40 minutos (verificar com palito).

(B): Pré-aqueça o forno a 180º. Coloque o queijo, o tomate seco, o manjericão e as azeitonas no copo e dê um ou dois toques de turbo para triturar tudo grosseiramente. Reserve.
Sem lavar o copo deite dentro os ovos, o leite e o azeite e misture bem 15 seg na vel 4. Tempere com sal e pimenta. Junte a farinha com o fermento 8 seg na vel 2. Envolva a mistura do tomate seco delicadamente com a espátula.
Deite a mistura numa forma de bolo inglês, untada com azeite e polvilhada com farinha. Leve ao forno por 40 minutos (verificar com palito).


Notas:
- Receita adaptada da blue cooking de Julho;
- Os ingredientes e quantidades da receita original estão ();
- Este bolo salgado permite uma grande combinação de ingredientes a gosto pessoal;
- Fica óptimo para as refeições mais leves de Verão.

16 julho 2009

..as time goes by..

Um ano. Faz hoje precisamente um ano que dei vida ao figo lampo. O fascínio pela escrita, pela fotografia, pelo mundo dos sabores e dos cheiros, pelo gosto da cozinha, lançou-me neste blogue. Poderia perder-me aqui embrenhada na escrita e, quase sem tirar os olhos do teclado, discorrer palavras de agradecimento, de amizade, de carinho e simpatia sobre todos vós que diariamente me visitam. De igual modo me seria fácil descrever a forma como este blogue me alimenta a alma, me faz companhia e me enriquece dia após dia. Mas não o vou fazer. Vocês sabem-no tão bem quanto eu. Estou certa que o sentimento é o mesmo. Poderia dizer que se tornou um vicio, mas daqueles bons!
 
O certo é que um ano passou. Com ele estreitaram-se distâncias, receberam-se sorrisos, conquistaram-se amizades e acima de tudo partilharam-se vivências. O figo lampo cresceu e está mais rico, graças a vós. Obrigada!
 
A singela comemoração não seria plena sem a presença de uma receita. A escolha foi fácil. O chocolate conquistou os figos e os dois embriagaram-se em vinho do Porto e canela e rebolaram juntos no cacau. O resultado é provocante e foi flagrantemente adaptado daqui.

Sirvam-se porque estas são todas para vocês!
 
Trufas de chocolate negro com Porto e figos secos

Ingredientes: 150gr de chocolate negro em pedacinhos, 125gr de nata, 20gr de manteiga amolecida, 10ml de vinho do Porto, 1 colher de chá de canela, 40gr de figos secos triturados, cacau em pó para cobrir

(T): Numa taça pôr o chocolate partido, o vinho do Porto, a canela e os figos secos finamente triturados. Ferver a nata e deitar sobre o chocolate mexendo bem. Misturar a manteiga até que o preparado fique homogéneo. Refrigerar tapado com film no mínimo durante 4 horas ou de um dia para o outro. Preparar um prato com cacau. Moldar pequenas bolas com as mãos untadas com óleo ou manteiga e passá-las pelo cacau.


Obrigada!

13 julho 2009

Molho de iogurte e ervas

Por vezes basta um pequeno desabafo de alma para reencontrarmos a paz e a quietude que nos faz falta. Principalmente quando do outro lado recebemos palavras de carinho e motivação. Obrigada.
Parece-me que tudo na vida tem um sentido senão, não faria sentido andarmos por cá.. Há desafios que surgem na vida e, que, ou os agarramos, ou vivemos agarrados ao arrependimento de nem sequer nos termos arrependido de o ter agarrado. Uns não resultam da melhor forma, outros terminam muito antes de podermos sair vitoriosos e outros brindam-nos com a maior das satisfações. O desafio não é meu. Mas a mim cabe-me um maior: compreensão, companheirismo, carinho e atenção. Só assim faz sentido a palavra familia. ..Yes, you can!..


Molho de iogurte e ervas

Ingredientes: 1 iogurte natural, 1 colher de chá de mostarda, 1 colher de chá de azeite, 1 colher de chá de mel, cebolinho, manjericão, salsa finamente picados (coloquei 1 colher de chá bem cheia de cada), sal e pimenta q.b.

(B): Coloque todos os ingredientes no copo da Bimby e misture bem 15 seg na vel 4.

(T): Coloque todos os ingredientes no copo do liquidificador e misture uns segundos até obter um molho cremoso.



Notas:
- Perfeito para temperar as "tradicionais" saladinhas de verão;
- Pode variar as ervas aromáticas a gosto pessoal;
- As quantidades aqui indicadas dão perfeitamente para temperar uma salada para duas pessoas.

10 julho 2009

Pão enrolado de canela_Cinnamon swirl bread

Tanta coisa para fazer. Mas tão pouco tempo. Tanta coisa em que pensar. Mas a cabeça cheia. Tanta coisa para contar. Mas falha a inspiração. Tanta coisa por actualizar. Mas falta de paciência. Ando ausente. Eu sei. É mais forte que eu. Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, muda a vida. A correr, a correr..

Pão enrolado de canela (Cinnamon swirl bread)

Ingredientes: 490gr de farinha de trigo, 1 pacotinho de fermento biológico seco, 240ml de leite, 50gr de açúcar, 56gr de manteiga, 1 ovo, 1 colher de chá rasa de sal (coloquei 1 de café)
Recheio: 50gr de açúcar, 1 colher (chá) de canela em pó (usei uma de sopa)

(mfp): Numa panelinha aqueça o açúcar, o leite, a manteiga, mexendo para derretê-la e sem deixar aquecer demais (deve ficar morna). Coloque na cuba da máquina. Junte o ovo, o sal, a farinha e por fim o fermento. Seleccione o programa "massa". No fim do ciclo (inclui a levedação) retire a massa e dê-lhe um pequeno amasso para retirar o ar. Divida em duas partes e deixe descansar mais 10 minutos. Abra cada parte da massa com um rolo e faça um retângulo comprido. Pincele com água. Misture os ingredientes do recheio e polvilhe metade em cada parte de massa. Enrole como uma torta, começando pelo lado menor - belisque o final da massa para vedar bem e evitar que o recheio saia. Coloque em formas untadas, cubra e deixe crescer novamente (35-40 minutos). Asse em forno pré-aquecido (190ºC) até que dourem (cerca de 30 minutos).

(T): Misture metade da farinha de trigo com o fermento na tigela da batedeira. Numa panelinha aqueça o açúcar, o leite, a manteiga, mexendo para derretê-la e sem deixar aquecer demais (deve ficar morna). Junte aos ingredientes secos e adicione o ovo. Bata na velocidade baixa por 1 minuto, mude para a velocidade alta e bata por mais 3 minutos. Adicione aos poucos a restante farinha e misture com uma colher de pau até obter uma massa macia. Coloque numa superfície levemente enfarinhada, amasse até ficar elástica (uns 5 minutos) e faça uma bola. Coloque numa tigela levemente pincelada com óleo ou manteiga e vire a bola uma vez para que a parte de cima fique untada. Cubra com película aderente e deixe levedar (mais ou menos 1 hora). Retire a massa e dê-lhe um pequeno amasso para retirar o ar. Divida em duas partes e deixe descansar mais 10 minutos. Abra cada parte da massa com um rolo e faça um retângulo comprido. Pincele com água. Misture os ingredientes do recheio e polvilhe metade em cada parte de massa. Enrole como uma torta, começando pelo lado menor - belisque o final da massa para vedar bem e evitar que o recheio saia. Coloque em formas untadas, cubra e deixe crescer novamente (35-40 minutos). Asse em forno pré-aquecido (190ºC) até que dourem (cerca de 30 minutos).


Notas:
- Este pão é perfeito para um pequeno-almoço ou um lanchinho de meia tarde. Simples, com um copo de leite!
- Fiz na máquina de pão para poupar tempo. A massa fica bem fofinha;
- Para quem é apreciador de canela aconselho a colocar 1 colher de sopa cheia para o recheio;
- Se tiver uma forma de bolo inglês grande pode optar por fazer apenas um pão;
- Receita
daqui .

05 julho 2009

Queijo de figo_dia castanho | brown day

E eis-nos chegados ao dia da cor castanha. Cor dos ingredientes base da doçaria algarvia, a amêndoa, o figo e a alfarroba, que reflectem muito a passagem árabe pelo território nacional. A mestria com que se produzem, a mistura de condimentos secretos, os aromas frutados e quentes, a textura rica e as formas trabalhadas viciam o estômago e a alma, apelam aos sentidos e deixam no paladar a tentação de um regresso rápido ao Algarve só para os voltar a saborear.
Para este dia escolhi o queijo de figo que, pelo peculiar sabor que os seus ingredientes lhe conferem, textura e formato, arrebata lugar de destaque no top dos doces regionais.

Bom dia castanho a todos!
 
Queijo de figo

Ingredientes: 250gr de figos secos, 250gr de amêndoas (usei com pele), 250gr de açúcar, 25gr de chocolate em pó, 5gr de canela (ou 1 colher de café), 1,5gr de erva-doce (ou 1 colher de café), 1,5 dl de água, raspa de meio limão
 
(T): Torre os figos e as amêndoas no forno. Moa-os separadamente e reserve. Leve ao lume a água, o açúcar, a canela, a raspa de limão, a erva-doce e o chocolate até formar ponto de estrada. Junte a amêndoa moída, mexendo sempre e deixando ferver durante 5 minutos. Adicione de seguida o figo moído, continuando a mexer e deixando ferver mais 5 minutos. À parte, polvilhe um tabuleiro com açúcar. Deite o preparado e deixe arrefecer. Depois de frio molde vários queijinhos ou um queijo grande.
 
(B): Torre as amêndoas e os figos no forno. Triture as amêndoas 15 seg na vel 5. Reserve. Triture os figos com uns golpes de turbo e mais 15 seg na vel 5-7. Reserve. Sem lavar o copo, coloque o açúcar, o chocolate em pó, a casca de limão, a canela e a erva-doce. Pulverize uns segundos na vel 8. Junte a água e programe 18 min, temp varoma, vel 1 (até obter em ponto de estrada). Misture as amêndoas trituradas 5 seg na vel 4, e programe 5 minutos, temp varoma, vel 1. No final misture os figos triturados 5 seg na vel 4 e programe mais 5 minutos, temp varoma, vel 2. À parte, polvilhe um tabuleiro com açúcar. Deite o preparado e deixe arrefecer. Depois de frio molde vários queijinhos ou um queijo grande.
 
Notas:
- Se achar necessário unte as mãos com um pouco de óleo para facilitar a moldagem dos queijinhos;
- Pode usar amêndoa com ou sem pele. No meu caso pessoal gosto mais com pele;
- Pode consumir de imediato ou guardar embrulhados em película aderente durante algum tempo;
- Como o queijo grande era para oferecer pincelei as amêndoas com um pouco de mel aquecido e diluido numa colher de chá de água.