29 Março 2010

Creme de ervilhas e coentros com farrapos de ovos

A chuva pode trazer muitos incómodos, transtornos, estragos. Mas também é verdade que traz também muitos benefícios. Desde que transformei o canteiro do quintal em mini horta que não me lembro de o ver tão verdejante e viçoso. Não fosse a praga de escaravelhos que veio com as noites frias e me desbastou mais de metade do arbusto de salva e tudo estaria agora perfeito. Em meia dúzia de noites chegaram, reproduziram-se e eram às dezenas plantados sobre as folhas da salva. De dia nem sombra deles. Mas catámos o arbusto e acho que conseguimos acabar-lhes com a raça. E com a chuva que caiu nos últimos dias parte do arbusto refez-se em força e até já floriu.

A salsa, as beringelas e o manjericão-canela já brotaram da terra. As couves-galegas têm já meio metro de altura e as folhas já colhidas deram umas boas panelas de caldo verde. O arbusto de rúcula foi podado e agora já tem uma nova camada de folhas. A hortelã cresce um pouco por todo o canteiro. O cebolinho e o poejo têm também novos rebentos verdinhos. O aipo está enorme e as alfaces já foram quase todas colhidas, está apenas uma na terra a aguardar maior vivacidade.

Mas a chuva e este sol abrupto dos primeiros dias de primavera fizeram também o pé de coentros espigar. E por isso nada melhor que apanhá-los e fazer uma sopinha bem aromática. Se gostam de ervilhas com ovos vão adorar esta sopa!

Boa semana!

Creme de ervilhas e coentros com farrapos de ovos

Ingredientes:
40gr de azeite, 1 cebola grande, 200g de ervilhas frescas, 1 courgette, 1 batata média, 1 molho de coentros, 50g de bacon em cubos, 1l de água, 1 ovo, sal e pimenta preta q.b.

(B): Coloque a cebola no copo e pique 5 seg na vel 5. Deite o azeite e o bacon e programe 4 min, 100º, vel 2. Junte as ervilhas, a courgette e a batata em cubos e molho de coentros. Junte a água, tempere com sal e pimenta e programe 20min, 100º, vel 2. No final do tempo triture tudo 30seg na vel 7-8. Rectifique temperos e programe mais 5 min, 100º na vel 3 deitando o ovo pelo bocal.


Dicas:

- Antes de triturar a sopa retire um pouco da água da cozedura. Se achar que o creme fica um pouco espesso junte a água reservada até obter a consistência preferida.

25 Março 2010

Biscoitos de limão e alecrim

Se os potes estão vazios aproveitem estes dias ainda frescos para ligar o forno e fazer uma (boa) dose de biscoitos. Na versão original, sem alecrim, ou nesta, o destino é certo e, por maior que seja a quantidade (em cada uma das vezes que fiz obtive cerca de 80 biscoitos..), a gula não os conserva por muito tempo. São delicados e perfumados e prestam-se a qualquer ocasião. Não façam cerimónia e experimentem-nos! : )



Biscoitos de limão e alecrim




Ingredientes: 200gr de açúcar, 250gr de manteiga, 600gr de farinha, 3 ovos, casca (vidrado) de um limão, 1 colher de café de folhas de alecrim fresco muito bem picadas

(B): Introduzir a casca de limão com o alecrim no copo 10 seg, vel 7 (se necessário triturar mais uns segundos até obter uma mistura bem fina).
Juntar os restantes ingredientes, excepto metade da farinha e programar 20 segundos, na velocidade 6.
Por fim adicionar os restantes 300gr de farinha e amassar 1:30min na vel espiga.
Deitar a massa na manga de pasteleiro e desenhar os biscoitos sobre o tabuleiro (fiz pequenas rosetas).
Leve ao forno bem quente até alourarem.


Notas:- Receita ligeiramente adaptada desta da Canela;
- Aconselho a experimentarem as duas versões. São ligeiramente diferentes no aroma e são ambas uma boa surpresa!

22 Março 2010

Caril de lulas

O bom tempo está finalmente de volta! Com ele regressa a boa disposição, o ânimo e a imaginação! Sim, o Delícias e Talentos voltou à carga com um novo desafio! O alfabeto culinário promete pôr a blogosfera culinária a cozinhar o alfabeto e aposto que, a partir de agora, ninguém vai olhar para as 26 letrinhas da mesma forma. : ) Siga o desfile de boas receitas a começar já com a letra C.

Eu aproveito a receita de hoje, que conta com 5 C's nos ingredientes (ou 4 e meio já que o coco tem o leite antes) - caril, cebola, camarão, coentros e coco (leite de) -, e lanço-a no desafio!

Boa semana!

Caril de lulas

Ingredientes (para 4 pessoas): 4 lulas ou potas grandes, 1 Cebola média, 1 dente de alho, 1 tomate médio bem maduro (sem pele e sementes), 1 colher de chá cheia de Caril, 1 pitada de gengibre em pó, 100gr de miolo de Camarão cru, 1 iogurte natural, 1dl de leite de Coco, 1 molhinho de Coentros, azeite, sal e pimenta preta moída q.b.

(T): Arranje as lulas e guarde os tentáculos para outra ocasião (lulas recheadas, por exemplo). Corte o corpo das lulas em argolas com cerca de 1cm de espessura. Num tacho fundo leve ao lume o azeite, a cebola e o alho picados finamente. Deixe alourar e junte o tomate também picado. Cozinhe por uns minutos. Junte as argolas de lulas e o miolo de camarão. Polvilhe com o caril, o gengibre e tempere com o sal e a pimenta a gosto. Envolva bem, tape o tacho e deixe cozinhar até as lulas estarem macias. Numa tacinha misture o iogurte com o leite de coco e deite-os por cima das lulas. Rectifique os temperos e deixe apurar uns minutos. Polvilhe com os coentros finamente picados e sirva de imediato.

Notas:
- Pode confecionar estas receita com argolas de lulas congeladas que se encontram à venda nos supermercados;
- Pode substituir o iogurte por natas.

17 Março 2010

Pão de Hamburguer

Americano gosta de pizza e, claro está, de hamburguer! Quando não há jantar programado passo pelo talho, trago hamburgueres caseiros e de entre duas fatias de pão, tomate, alface e cebola sai um belo acompanhamento para uma sopa. O pão usado era do industrial, confesso, mas desde que experimentei esta receita do blogue Pão, Bolos e Cia. que nunca mais entrou nenhum outro cá em casa. E como em receita de sucesso não se mexe, cá está ela na versão original, sem acrescentar um ponto. São muito fáceis e rápidos de fazer, e, como bem diz o autor, "a diferença entre estes e os embalados é que estes sabem a pão". : )

Ora experimentem!


Pão de Hamburguer

Ingredientes (para 8 pães): 240 ml de água, 1 ½ colher de chá de fermento biológico seco, 2 colheres de sopa de açúcar, 1 colher de sopa de leite em pó (opcional), 430g de farinha de trigo, 2 colheres de chá de sal fino, 2 colheres de sopa de óleo, leite para pincelar e sementes de sésamo para polvilhar

(mfp): Colocar os ingredientes pela ordem indicada, na forma da MFP.
Seleccionar o programa "Massa" e no fim de terminar deixar levedar mais 30min.
Retirar a massa para uma superfície enfarinhada e dividir a massa em 8 bolas. Tender as bolas, deixando a superfície lisa. Deixar levedar espaçadas, sobre a superfície enfarinhada. Polvilhar com farinha e cobrir com um pano. Deixar levedar 30min.

Pré-aquecer o forno a 200ºC.
Com uma espátula larga colocar as bolas num tabuleiro polvilhado com farinha ou forrado com um tapete de silicone. Pincelar as bolas com leite e salpicar com as sementes de sésamo.
Levar ao forno até ficarem douradas durante cerca de 15-20min. Retirar e deixar arrefecer numa grelha.


Notas do autor:
- Usando o leite em pó, os pães ficarão mais fofos ainda;
- A massa fica um pouco mais pegajosa, pelo que o ponto da massa não deve ser corrigido;
- As sementes de sésamo podem ser susbstituídas por sementes de alcaravia (caraway) ou outras a gosto.

Dica:
- Se sobrarem experimentem comê-los ligeiramente torrados..

14 Março 2010

Quadrados de chocolate, pêra e laranja

Se uma receita é boa por si só mas se, para além disso, nos faz recordar bons e agradáveis momentos passados com amigos, torna-se, sem dúvida, muito melhor!

Boa semana!


Quadrados de chocolate, pêra e laranja
 
Ingredientes: 175g de manteiga à temperatura ambiente, 150g de açúcar granulado fino, 3 ovos batidos, 180g de farinha com fermento, 25g de cacau em pó, 2 colheres de sopa de sumo de laranja, 4 peras pequenas descascadas, partidas ao meio e descaroçadas, açúcar em pó para polvilhar

(T): Bata a manteiga com o açúcar até obter um creme. Aos poucos junte colheradas alternadas de ovo batido e farinha mexendo bem até a massa ficar macia. Misture o cacau e o sumo de laranja e em seguida deite a massa num tabuleiro de 18x28cm forrado com papel vegetal. Alise a superfície da massa.
Corte as metades das peras em fatias finas e longas e abra-as ligeiramente em leque mas mantendo a sua forma original. Com cuidado levante-as e coloque-as sobre a massa, dispondo 4 numa lima e 4 noutra. Afunde-as ligeiramente.
Leve ao forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 30 minutos ou até o palito sair limpo. Retire o bolo do tabuleiro, deixe arrefecer ligeiramente e corte-o em quadrados. Retire o papel vegetal e polvilhe com açúcar em pó. Sirva simples, morno ou frio, ou acompanhe-os ainda mornos, com uma bola de gelado.

(B): Bata a manteiga com o açúcar 4 min, 37º, vel 3. Programe mais 4 min na vel 3 e deite pelo bocal, aos poucos, colheradas alternadas de ovo batido e farinha. No fim do tempo junte o cacau e o sumo de laranja e envolva 5 seg na vel 4.
Deite a massa num tabuleiro de 18x28cm forrado com papel vegetal. Alise a superfície da massa.
Corte as metades das peras em fatias finas e longas e abra-as ligeiramente em leque mas mantendo a sua forma original. Com cuidado levante-as e coloque-as sobre a massa, dispondo 4 numa lima e 4 noutra. Afunde-as ligeiramente.
Leve ao forno pré-aquecido a 180º durante cerca de 30 minutos ou até o palito sair limpo. Retire o bolo do tabuleiro, deixe arrefecer ligeiramente e corte-o em quadrados. Retire o papel vegetal e polvilhe com açúcar em pó. Sirva simples, morno ou frio, ou acompanhe-os ainda mornos, com uma bola de gelado.

Notas:- Receita ligeiramente adaptada do livro 200 receitas de bolos e bolachas;
- Na receita original a quantidade de açúcar e farinha é ligeiramente maior e leva também raspa de uma laranja.

10 Março 2010

De folha em folha

Há dias limpava os canteiros das folhas enormes dos plátanos que me circundam a casa e descobri, entre os cactos, um fruto do plátano que delicadamente se esboroava com o vento, perdendo lentamente as suas camadas. Por esta altura os plátanos estão praticamente despidos de folhas e apenas alguns frutos resistem pendurados nos ramos. Daqui a pouco tempo vão começar a surgir os primeiros rebentos e as folhas novas que formam uma copa enorme já no Verão. Depois o Outono envelhece-as, dá-lhes um tom amarelado e o Inverno acaba por fazê-las cair de novo. Há quem diga mesmo que “observar um plátano, é observar o desenvolvimento das estações do ano e, consequentemente, o andar do tempo”.

Mas aquele fruto a ficar despido ao vento fez-me lembrar tanta coisa.. Lembrei-me rapidamente que poderia ser um sinal de que o verão estava para chegar mas, ao mesmo tempo, o vento soprou, arrepiei-me e imaginei uma chávena de chá quente entre as folhas de um livro repousado sob as camadas de uma manta dobrada no sofá. A acompanhar, uns estaladiços croissants folhados acabados de sair do forno. E saí do quintal a correr para a cozinha..


Croissants Folhados


Ingredientes: 200g de leite, 3 colheres de sopa de açúcar, 1 pitada de sal, 15g de fermento fresco, 370g de farinha, 150g de manteiga fria + 50g de farinha

(B): Misturar a manteiga com os 40g de farinha na vel 5 até obter uma pasta. Reservar.
Colocar no copo o leite, o açúcar, o sal e o fermento e programar 3 min, 37º, vel 2 1/2. Juntar a farinha e programar 3 minutos na vel espiga.

Retire a massa do copo e divida-a em 8 partes iguais, formando 8 bolas.
Polvilhe a bancada com farinha e estique cada uma delas de modo a obter círculos o mais fino possível. Com uma espátula vá barrando os círculos com a pasta de manteiga e farinha, sobrepondo-os à um a um à medida que são barrados, sendo último círculo não leva esta pasta em cima. No final obterá um círculo de 8 círculos sobrepostos. Estique-o então com o rolo da massa até obter um grande círculo de expessura fina. Com um cortador de pizza ou uma faca afiada divida o círculo em 12 partes iguais, obtendo 12 triângulos. Enrole cada triângulo da base para o topo (bico) de modo a formar os croissants.
Disponha os croissants num tabuleiro de forno coberto com papel vegeta ou tapete de silicone, pincele com leite e leve ao forno pré-aquecido a 180º por 20/30 minutos ou até ficarem dourados. No final da cozedura, retire-os do forno, pincele-os novamente com leite e deixe-os arrefecer sobre uma grelha.




Gostei bastante destes croissants, ficam muito estaladiços e macios no dia seguinte. Mas vou ainda experimentar a receita da gasparzinha para a prova dos 9 ; )


Notas:

- Receita ligeiramente adaptada desta da ISI do Fórum Bimby;
- Divida o círculo no número de partes consoante o tamanho dos croissants que pretende. Quantas mais partes obtiver mais pequenos ficarão os croissants.

07 Março 2010

Arroz de limão

Confesso que não sou grande apreciadora de arroz branco simples como acompanhamento. Prefiro-o condimentado com ervas aromáticas ou especiarias ou complementado com legumes ou frutos secos. Consoante o prato a acompanhar assim é a escolha. Há já algum tempo que fazia arroz de limão simples, cozendo o arroz em água aromatizada com cascas de limão e salteando-o ligeiramente depois em azeite. Mas desde que vi e experimentei uma receita do Jamie que coloquei a outra de lado. Este arroz fica bem aromatizado e com um sabor suave a limão. Adaptei a receita consoante os ingredientes que facilmente se encontram por cá e, como pedido, aqui a partilho hoje convosco.

Espero que gostem tanto como eu! Boa semana!



Arroz de limão

Ingredientes (para 4 pessoas): 2 chávenas de arroz basmati, 4 1/2 chávenas de água, 4 colheres de sopa de óleo vegetal (usei de milho), 1 colher de sobremesa de sementes de mostarda, 2 colheres de sobremesa de sementes de coentros, 1 colher de chá de caril em pó, casca e sumo de 1 limão grande, sal e pimenta preta q.b.

(T): Coza o arroz em água a ferver com sal durante 10 minutos. Escorra e reserve.
Aqueça o óleo numa frigideira. Junte as sementes de mostarda e de coentros e quando começarem a saltar junte o caril e a casca de limão. Dissolva bem o caril no óleo e deixe fritar durante 1 minuto. Junte o arroz, regue com o sumo de limão, tempere com a pimenta moída na hora e envolva bem. Deixe cozinhar por 2-3 minutos e sirva de imediato.


Notas:
- Receita adaptada de uma com o mesmo nome do livro Dias Felizes com Jamie Oliver;
- O autor sugere alguns condimentos extra que a gosto se podem juntar a este arroz: coentros frescos picados, piripíri, açafrão, frutos secos partidos, ovos mexidos..

03 Março 2010

Perna de porco no forno com mostarda e alecrim

O tempo continua a pedir a lareira acesa na sala e o forno ligado na cozinha. E os assados combinam perfeitamente com dias chuvosos e gélidos. Além disso, são versáteis, dão pouco trabalho e reconfortam tanto um estômago faminto como um corpo frio. Este foi acompanhado por um arroz de limão e especiarias que lhe intensificou o sabor.


Perna de porco no forno com alecrim e mostarda

Ingredientes: 1 perna de porco sem osso, 2 colheres de sopa bem cheias de banha, 1/2 colher de chá de pimentão doce, 3 dentes de alho esmagados, 1 folha de louro, 1 dl de vinho branco, 1 colher de chá de sementes de mostarda, 1 colher de sopa de mostarda, 2 hastes grandes de alecrim, azeite, sal e pimenta preta q.b.

(T): No almofariz faça uma pasta com a banha, o pimentão doce, os dentes de alho esmagados, a folha de louro, o sal e pimenta. Faça três cortes fundos na perna de porco, barre-a com esta pasta e regue com metade do vinho. Cubra com folha de alumínio ou película aderente e deixe marinar de um dia para o outro no frigorífico.
Coloque a carne num refractário com um pouco de azeite e pincele-a com a mostarda, salpique com as sementes e com as folhas de alecrim (coloque as hastes na travessa). Regue com o vinho e mais um pouco de azeite. Cubra com papel de alumínio e leve ao forno a 160º durante aproximadamente 3 horas.
Na hora de servir fatie a perna e regue com o molho.


Notas:
- Pode usar outra peça de porco a gosto;
- O tempo de cozedura permite que a carne asse lentamente de modo a obter uma maior concentração de sabor e uma maior maciez da carne.

01 Março 2010

Torta de côco e limão

Óptima para os apreciadores de limão. Ideal para os que gostam de sobremesas de sabores cítricos. Perfeita para os que gostam de côco. Fantástica para quem gosta de tudo isto numa conjugação com uma massa fôfa bem enrolada num creme suave. Querem provar? Façam-na, já!

Torta de coco e limão

Ingredientes para a torta: 3 ovos, 3 gemas, 90g de açúcar, 100g de farinha, 1 colher de chá de fermento em pó, manteiga e raspa de limão q.b.

Ingredientes para o creme: 2 colheres de sopa de farinha, 90g de açúcar, 2dl de leite de coco, 1dl de natas, 1 limão (casca e sumo), 1 ovo, açúcar em pó e coco ralado q.b.

(T): Ligue o forno a 190ºC. Unte um tabuleiro com manteiga e forre-o com papel vegetal. Bata os ovos, juntamente com as gemas e o açúcar. Adicione raspa de limão, a farinha, o fermento e envolva bem. Verta o preparado no tabuleiro e leve-o ao forno por 15 minutos. Retire e reserve.
Faça o creme: misture a farinha com o açúcar, verta metade do leite e ferva o restante com as natas e a casca de limão. Envolva tudo, adicione a gema e leve a lume brando até engrossar.
Deixe arrefecer, junte o sumo do limão e a clara batida em castelo. Barre a torta com este creme, enrole-a, passe-a para uma torteira e polvilhe-a com açúcar em pó e coco ralado.

Notas:- Receita ligeiramente adaptada daqui ;
- Reduzi as quantidades de açúcar da receita original, tanto no recheio como na massa (original 125g).